Justiça nega indenização ao fotógrafo Luiz Silva

Olho por olho. A lei que faz tropeçar.

24174208_755046457999025_7044780051813634451_n
Fotógrafo Luiz Silva

Justiça de São Paulo Nega pela segunda vez o pedido de indenização ao fotógrafo Luiz Silva que perdeu a visão em um olho após ser atingido por uma bala de borracha da PM durante protesto em julho de 2013

Silva entrou com recurso no tribunal de justiça pedindo indenização do Estado de São Paulo no valor de r$ 1.200.000 além de uma pensão mensal e o reembolso por despesas médicas.

Em agosto o juiz Olavo Zampol Júnior já havia negado o pedido alegando que o fotógrafo seria culpado por ter ferido já que se colocou em situação de risco ao se posicionar entre a polícia e os manifestantes para fotografar o protesto.

Nesta quarta-feira (29), a Nona Câmara de Direito Público, do TJ-SP, indeferiu por unanimidade a concessão do benefício porque o fotógrafo não conseguiu provar que foi realmente atingido por balas disparadas por policiais militares.

A mensagem da justiça é clara, junto com um recado do estado para o cidadão: “Não saia às ruas, não se envolva em protesto de qualquer ideologia política, pois caso perca um olho, um braço ou perna, o estado e a justiça não garantem reembolso ou indenização.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s