O HOMEM DE REBANHO

Não perdi nenhum amigo por conta da eleição. Pelo simples fato de não ter amigo político. Sou poeta, portanto tenho alguns amigos poetas – poucos, que como eu não confundiriam saber poético e caráter intelectual com ideologias de esquerda ou de direita… Contudo, mesmo entre outros, os quais se revelaram grandes ativistas de ideias alheias, nem mesmo com estes tive algum problema de relacionamento, de cunho ideológico.

O Brasil, como já escrevi em outras vezes, é um país de grande poder de transformação social. Portanto, como é comum aos que se comportam como tribais, homens de rebanho, como ovelhas prontas para o abate, mesmo para estes esta euforia democrática logo vai passar, em pouco tempo teremos ambos os lados, os que se atacaram com armas verbais de intolerância com seus desiguais, em breve estarão de mãos dadas, à beira da fogueira, chorando a morte da sua pseudo sabedoria.

Evan do Carmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s