Chegada aos 55 anos

Chegada aos 55 anos
 
Diante da efêmera condição humana
quase nada nos importa, se estamos no verão
ou no inverno, se no século passado ou presente,
quisera vivêssemos milênios,
talvez assim nos preocuparíamos menos
com esta coisa de completar mais um ano
de vida ou de existência. Do pressuposto lógico
de que alguns homens vivem e outros existem,
pergunto: que importa nossa idade, se velhos
ou jovens? Devemos nos perguntar diariamente
sobre a nossa vontade de viver, pois esta é a única
força capaz de nos conduzir às nossas realizações,
aos nossos objetivos, entre eles o mais importante
deve ser … “viver, e não apenas existir.”
Evan do Carmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s