Movimento sem-teto entra em loja da Havan na Grande SP e ‘paga’ compras com cheque simbólico

Ato teve como alvo a reforma da Previdência; loja chamou ação de ilegal e lamentável

MTST protesta em loja da Havan
“Manifestantes “pagaram” compra com cheque de R$168 milhões| Foto: Reprodução Twitter

“Manifestantes “pagaram” compra com cheque de R$168 milhões| Foto: Reprodução Twitter
Em manifestação contra a reforma da Previdência, representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) protestaram, na manhã desta quinta (4), em frente à uma loja da Havan, em São Paulo. A manifestação aconteceu também em resposta ao apoio do dono da rede, Luciano Hang, à reforma. Ao simular uma compra na loja, os manifestantes se dirigiram ao caixa e “pagaram” com um cheque de R$168 milhões, valor referente a divida do empresário junto à Receita Federal e o INSS. Segundo o jornal A Folha de São Paulo, o coordenador do movimento, Josué Rocha, disse que há contradição quando uma pessoa rica apoia uma reforma que vai “acabar com o direito de um povo pobre”.

2ª Turma
STF anuncia julgamento que pode suspender processo do Instituto Lula
Gazeta do Povo com Estadão Conteúdo

Defesa busca suspender o processo do Instituto Lula em julgamento da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).
No próximo dia 16 de agosto, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) começa o julgamento de um recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que busca suspender o processo do Instituto Lula, em que é acusado de receber dois imóveis como propina da Odebrecht: um apartamento e um terreno para a construção da nova sede do instituto.

O julgamento será feito no plenário virtual da segunda turma, o que geralmente faz com que cada sessão termine em cinco dias. Nesse caso, a discussão deve encerrar dia 22 de agosto.

Juiz da Lava Jato em Curitiba, Luiz Antonio Bonat pode dar a sentença do caso em primeira instância a qualquer momento, uma vez que já houve a entrega das alegações finais. Nesta quarta-feira (3), ele negou à defesa “acesso amplo” ao acordo de leniência da Odebrecht com o Ministério Público Federal e, em junho, determinou o sequestro de R$ 77,9 milhões do ex-presidente.

04/07/2019 19:16
Reforma da Previdência
Comissão da Previdência rejeita diminuir idade para aposentadoria de professores
Olavo Soares Brasília

Comissão negou emenda que reduzia idade para aposentadoria de professores federais.
A comissão especial da Câmara dos Deputados que avalia a reforma da Previdência rejeitou a emenda que diminuía a idade média para aposentadoria dos professores federais. A derrubada da emenda recebeu 30 votos, contra 18 registrados pela manutenção. Mais cedo, o texto-base da reforma foi aprovado.

A emenda foi apresentada pelo PL e teve como apoiadores não apenas membros da oposição, mas também membros de siglas que, em outros pontos, costumam votar juntos com o governo de Jair Bolsonaro, como o PSC. Assim que o resultado foi divulgado, deputados de PSOL, PT e PCdoB levantaram cartazes e entoaram o grito “essa comissão é contra a educação”. Ainda faltam 13 destaques para análise.

1
04/07/2019 18:57
Grampos
Major Olímpio propõe liberar grampos e escutas telefônicas para serviços inteligência
Gazeta do Povo

Líder do PSL no Senado, Major Olîmpio (ao fundo) propõe que agências de inteligência possam fazer escutas do ambiente e interceptações telefônicas
Líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP) apresentou um projeto de lei para autorizar que agências de inteligência possam fazer grampos e escutas do ambiente e interceptações telefônicas, segundo a Folha. Pela proposta, contudo, será necessária autorização judicial.

Essas interferências atualmente são permitidas apenas em investigações criminais, mas não em ações de inteligência. Entre os órgãos beneficiados pela lei estariam, além da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), determinados setores do Exército, do Ministério das Relações Exteriores, da Marinha, do Ministério Público, das polícias e do Gabinete de Segurança Institucional.

04/07/2019 18:29
Pedido de Liminar
PSL vai ao STF para barrar CPI das Fake News
Gazeta do Povo

Filipe Barros (PSL-PR) pediu ao STF que barre a instalação da CPI das Fake News.
Vice-líder do PSL na Câmara, o deputado Filipe Barros (PR) pediu ao STF que barre a instalação da nova Comissão Parlamentar Mista de Inquérito: a CPI das Fake News. Anunciada nesta quarta (3) pelo presidente do Senado, a comissão “terá até 180 dias para investigar a utilização de perfis falsos nas eleições 2018, a prática de cyberbullying e o aliciamento de crianças em crimes de ódio e suicídio”.

Enviado ao presidente da Corte, Dias Toffoli, o pedido de limitar alega que “vícios jurídicos insanáveis”. “O Requerimento [de CPI] dá apenas um fraco sinal do que poderá constituir um de seus objetos de investigação, outorgando à própria comissão parlamentar, que dele deriva, a tarefa de definir o que, segundo seu interesse, deva merecer ser concretamente apurado ao longo de seu funcionamento”, destaca o documento.

2

04/07/2019 18:00
Olimpíadas 2016
Sergio Cabral admite que comprou votos para levar Olimpíada ao Rio de Janeiro
Gazeta do Povo, com Estadão Conteúdo

Ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral admitiu comprar votos de 9 votos do Comitê Olímpico para Olimpíada do RJ em 2016. Veja valores e envolvidos.
Preso desde 2016, o ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral (MDB) admitiu à Justiça Federal do Rio de Janeiro que comprou por US$ 2 milhões os votos de nove integrantes do Comitê Olímpico Internacional (COI) em 2009, para que a capital fluminense fosse sede da Olimpíada de 2016. A revelação foi em depoimento nesta quinta-feira (4), ao juiz da Lava Jato no estado, Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

Em Cabral  afirmou a negociação foi feita com Lamine Diack, senegalês presidente da Associação Internacional de Federações de Atletismo de 1999 a 2015,e com ex-nadador russo Alexander Popov, dono de quatro medalhas de ouro nas Olimpíadas de 1992 e 1996.

Segundo o ex-governador, o ex-presidente Lula e o ex-prefeito Eduardo Paes sabiam do pagamento de propina, mas não participaram do esquema. Em nota, a assessoria de Lula disse que o ex-presidente nega ter conhecimento do esquema de corrupção.

3

04/07/2019 17:00
Aposentadoria
Comissão rejeita destaques que flexibilizavam regra para policiais
Jéssica Sant’Ana Brasília

Os deputados da comissão especial da reforma da Previdência derrubaram dois destaque que flexibilizavam regras para policiais civis e federais e agentes penitenciários e socioeducativos. Os destaques previam uma regra de transição mais branda, paridade e integralidade e idade menor para a profissional mulher se aposentar. O primeiro destaque abrangia também guardas municipais. Ele foi rejeitado por 31 votos, contra 17 a favor. O segundo destaque foi derrubado por 30 votos.

Foram os dois primeiros destaques votados pela comissão, depois da aprovação do texto-base da reforma da Previdência. Eram também os mais polêmicos, devido à pressão da categoria em cima do PSL e do presidente da República, Jair Bolsonaro. Dezenas de policiais acompanharam dos plenários da Câmara a votação dos destaque e até o último minuto buscaram negociar com parlamentares. Quando perceberam a derrota, gritaram “PSL traidor” e “PSL traiu a policial do Brasil”.

Ainda faltam 15.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s