UnB libera nomes dos aprovados na 1ª chamada do vestibular nesta segunda (8)

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) divulgou, nesta segunda-feira (8), os selecionados na 1ª chamada do vestibular tradicional da Universidade de Brasília (UnB). Confira a lista dos aprovados.
Depois do resultado, começa a fase de registro acadêmico. A Agenda do Calouro do 2º semestre 2019 já está disponível e traz os prazos de registros presencial e on-line. Os aprovados precisam se inscrever na etapa virtual entre esta terça-feira (9) e sexta-feira (12). A matrícula presencial será entre quinta-feira (11) e sexta-feira (12). Tanto o registro a distância quanto o físico são obrigatórios e um não substitui o outro.
Gustavo Rocha, 18 anos, é um dos mais novos calouro de psicologia e passou por meio de cotas para negros. “Eu estou tão feliz que nem consigo falar”, disse. O jovem fez o ensino médio no Centro Educacional Católica de Brasília.
WEEWEWEWEWEEWEWEWEWEW.jpg
Veteranos já estão no Teatro de Arena para recepcionar os novos calouros. A Atlética Enfurecida, do curso de enfermagem, é uma das que está no local. Pedro Loiola, 19 anos, aluno do 3º semestre de enfermagem, fará uma recepção calorosa aos recém-aprovados.
“Eu faço parte da diretoria da Associação Atlética dos Estudantes de Enfermagem da UnB. O meu objetivo é dar suporte aos novatos e informar sobre o curso”, afirma. “Quando passei, eu me senti acolhido e tive o momento de conversar com meus veteranos sobre a profissão. Depois, eu tive a certeza de que queria segui-la.”
O resultado do vestibular ainda nem saiu e já tem candidato se sujando de tinta. Pedro Antonio, 18 anos, concorre a uma vaga para estudar engenharia elétrica e acabou sendo sujado por veteranos. “Achei a prova regular. A minha expectativa é que goste do curso e siga essa carreira”, diz.
O morador de Águas Claras fez a inscrição no vestibular dentro das cotas de escola pública e terminou o ensino médio no Colégio Militar Tiradentes em 2018. “Eu Me preparei muito para o vestibular, geralmente, estudando umas cinco horas por dia”, afirma. Ele é filho de um militar e de uma aposentada.
Outro candidato que espera, ansioso, pela liberação do resultado é Gabriel Rebouços de Lima, 18 anos. Ele se  inscreveu para medicina no sistema de cotas para alunos de escolas públicas. “Fiz cursinho gratuito no Galt! Foi uma luta, eu estudava das 7h às 22h”, conta o jovem em lagrimas. “Espero passar. Eu mereço muito”, afirma. O jovem é filho de um pedreiro e de uma vendedora de domésticos. “Estudei no CED (Centro Educacional) 6 de Ceilândia com muito sacrifício.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s