Corregedoria acata representação do PT e investigará palestras de Dallagnol

Pelas conversas obtidas pelo The Intercept, as mensagens mostram que Dallagnol montou um plano de negócios de eventos e palestras para lucrar com a Lava jato, a fama obtida na Operação e os contatos ali sacramentados.

Jornal GGN – A Corregedoria Nacional do Ministério Público, em decisão assinada pelo corregedor Orlando Rochadel Moreira, decidiu que vai investigar as palestras dadas por Deltan Dallangnol, procurador da Lava Jato. A informação foi dada por Monica Bergamo, em sua coluna na Folha. Pelo texto, foi determinada a instauração de reclamação disciplinar e dá prazo de dez dias para que Dallagnol e seu companheiro Roberson Pozzobon se manifestem sobre o assunto. A representação foi feita pelo PT.

O despacho leva em consideração as mensagens trocadas e publicadas pelo The Intercept, revelando que os citados teriam misturado o público com o pessoal, quando utilizariam seus cargos públicos para obtenção de palestras pagas. E ainda em parceria com empresas privadas, com as quais dividiriam os valores.

Pelas conversas obtidas pelo The Intercept, as mensagens mostram que Dallagnol montou um plano de negócios de eventos e palestras para lucrar com a Lava jato, a fama obtida na Operação e os contatos ali sacramentados.

Para o corregedor, a imagem do Ministério Público deve ser resguardada e ‘a sociedade deve ter a plena convicção de que os membros do Ministério Público se pautam pela plena legalidade, mantendo a imparcialidade e relações impessoais com os demais poderes constituídos’.

A corregedoria pode aproveitar a ação e incluir algumas palestras colocadas hoje na roda.

Primeiro sobre o fato de Dallagnol ter pedido passagem e hotel para férias da família no Beach Park como acréscimo ao cachê para fazer palestra no Ceará. E depois alardeou para Sergio Moro para que aceitasse convite parecido.

Segundo Monica Bergamo, ele pediu passagem e hospedagem para ele, mulher e dois filhos como condição de palestra sobre combate à corrupção na Federação das Indústrias do Ceará. Esse foi o mimo, pois não foi abatido do cachê.

Leia também:  Mídia esconde atentado a evento com Glenn Greenwald em Paraty, por Alceu Castilho

Dallagnol parecia entusiasmado ao fazer a propaganda a Sergio Moro, afirmou que as crianças adoraram o passeio e o valor pago foi significativo, ‘perto de uns 30k’.

Além disso, na conversa, Dallagnol comemorou com Moro o fato de ainda não ter sofrido punição de órgãos de fiscalização por dar palestras. “Não sei se você viu, mas as duas corregedorias —[do] MPF [Ministério Público Federal] e [do] CNMP [Conselho Nacional do Ministério Público]— arquivaram os questionamentos sobre minhas palestras dizendo que são plenamente regulares”, disse ele a Moro.

E a festa continua

A Corregedoria pode, ainda, ver quais as condições do contrato da palestra que Deltan Dallagnol, Procurador da República, vai dar no dia 30 de agosto, às 18h30, em Campinas. Ele foi contratado para palestrar no encerramento do 9º Congresso Uniodonto, com o tema ‘A luta contra a corrupção’, falando de sua trajetória no caso da Lava Jato e de ‘como devemos lutar pelo país, apesar das dificuldades’. Ah, as inscrições ainda estão abertas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s