Assim caminha a humanidade desumana

Resultado de imagem para anarquia

O mundo gira, gira, mas as pessoas não mudam, e quando mudam é sempre para o pior. Nos lembramos do passado, passado recente e, não raro comentamos com amigos e vizinhos, que antigamente ou apenas há alguns anos as coisas não eram assim.

O mudo parece que virou de ponta a cabeça, sobretudo no que tange ao comportamento intolerante das pessoas. Até os regimes ditatoriais ressurgem com mais violência e desumanidade. Os governos, antes democráticos, agora são uma forma de ditadura velada. Outrora era mais visível, o seu aspecto capitalista, que de certa forma sempre ditou as regras do jogo do poder em todo mundo. Contudo, agora ressurge o fascismo de extrema direita, com sua cartilha reeditada, então tudo que aponta para uma mentalidade cooperativa, que insinue direitos iguais, especialmente para as minorias, não raro é visto como comunismo, socialismo, etc, por essa ala conservadora e hostil que está tomando conta do mundo.

Estudiosos apontam para breve, um domínio total dessas forças sombrias em todos os governos do planeta. Como diz a tese Nietzschiana do eterno retorno, estamos retornando ao espírito da idade média, do obscurantismo das grandes perseguições aos que pensam e vivem de forma distinta da maioria dominante, dos que estão tomando as rédeas do poder, com seus discursos truculentos, com suas cruéis e diversas formas de preconceitos.

Direitos fundamentais como liberdade de ir e vir, de se expressar, de credo, opção sexual e de ideologias político-partidárias não são mais usufruídos nem respeitados, embora existam, no papel,  esses artigos e leis que garantem seu usufruto, não estão sendo mais considerados, nem mesmo por quem tem a nobre função de guardião da constituição, leia-se: O Sistema Judiciário,  que se transformou em partido político. A impressão que temos é que esse “terceiro poder,” primeiro em importância, migrou para o legislativo, ou simplesmente se vendeu, se fundindo ao estado político.

A consequência de tudo isso, é que as atitudes desses poderosos, sobretudo dos magistrados, por cederem à pressão e ao assédio dos políticos e ao seu rico dinheiro, criam na sociedade um estado de desgoverno, de total anarquia,  e produz mais intolerância, uma vez que não se vê mais a justiça cumprindo seu papel, o cidadão comum passa a acreditar que não há governo nem poder sobre si, e faz, por meio da força, as suas próprias leis.

Esse é o estado brasileiro atual, o aumento da violência urbana, a corrupção, toda forma de ilícitos crescem e tomam proporções gigantescas que não será mais possível estancar com medidas democráticas, como eleição justa, mudança de governo pelo voto. Nesse estado de coisas só uma grande revolução mudaria essa realidade, esse espírito de liberdade sem limite está gerando um estado de profunda desilusão, em quem um dia acreditou que teríamos os meios capazes de produzir  uma sociedade igualitária e justa, apenas pelo uso correto da democracia… Essa expressão, democracia, será lida apenas em livros de história, no futuro próximo que nos aguarda.

Por Evan do Carmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s