Moro edita portaria que facilita deportação e prisão de estrangeiros

Espionagem e investigações criminais podem ser usadas como argumentos para a penalidade. Polícia Federal vai comandar as apurações

Michael Melo/Metrópoles

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, mudou as regras para a presença no Brasil de pessoas consideradas “perigosas” ou “suspeitas” de praticar atos que contrariem a Constituição da República.

O ex-juiz da Lava Jato editou uma portaria que regula a deportação ou encurta a permanecia no país. O texto cita como exemplos terrorismo, associação criminosa armada, tráfico de drogas, pornografia ou exploração sexual infanto-juvenil e torcida com histórico de violência em estádios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s