É IMPORTANTE PERSISTIR

O que é ser persistente?

Seis crianças felizes

Quem é persistente não desiste quando surgem obstáculos e desapontamentos. A persistência é uma habilidade que vem com a experiência. Assim como uma criança só aprende a andar depois de cair algumas vezes, uma pessoa só aprende a viver depois de superar desafios.


Por que é importante ser persistente?

A persistência vai ajudar seu filho a lidar melhor com os problemas quando crescer.
Algumas crianças ficam frustradas quando cometem erros, quando encontram problemas ou quando são corrigidas. Outras simplesmente desistem de vez. Mas é importante que elas entendam o seguinte:

 Todo mundo erra. — Tiago capítulo 3 versículo 2.
 Os problemas fazem parte da vida. — Eclesiastes capítulo 9 versículo 11.
 Para aprender, é essencial ser corrigido. — Provérbios capítulo 9 versículo 9.

Como ensinar seu filho a ser persistente
Quando seu filho erra.
Princípio bíblico: “Mesmo que o justo caia sete vezes, ele se levantará de novo.” — Provérbios capítulo 24 versículo 16.
Ajude seu filho a ver as coisas como elas são. Por exemplo, imagine que ele tenha tirado nota baixa numa prova da escola. Talvez ele ache que é um fracasso e que não adianta se esforçar.
Para ensinar seu filho a ser persistente, ajude-o a pensar no que ele pode fazer para se sair melhor na próxima prova. Assim, ele vai aprender que precisa agir em vez de ficar com pena de si mesmo.
Mas tenha cuidado para não resolver o problema para seu filho. Em vez disso, ajude-o a encontrar a solução. Você pode perguntar a ele: “O que você pode fazer para entender melhor essa matéria?”

Quando acontecem coisas ruins.
Princípio bíblico: ‘Vocês não sabem como será a sua vida amanhã.’ — Tiago capítulo 4 versículo 14.
Ninguém sabe o que vai acontecer amanhã. Quem é rico hoje pode perder tudo amanhã; quem tem saúde hoje pode ficar doente amanhã. A Bíblia diz: “Os velozes nem sempre vencem a corrida, e nem sempre os fortes vencem a batalha; … porque o tempo e o imprevisto sobrevêm a todos eles.” — Eclesiastes capítulo 9 versículo 11.
É verdade que um pai quer fazer de tudo para proteger seu filho. Mas a realidade é que é impossível proteger um filho de todos os problemas da vida.
É claro que seu filho ainda não sabe o que é perder um emprego ou passar por dificuldades financeiras. Mas você pode ajudá-lo a lidar com outras situações como, por exemplo, quando ele briga com um amigo ou quando um parente morre.*
[Nota] *Veja o artigo “Ajude seu filho a lidar com o pesar”, na Sentinela de 1.° de julho de 2008. [Fim da Nota]

Quando seu filho é corrigido.
Princípio bíblico: “Escute o conselho … para se tornar sábio no futuro.” — Provérbios capítulo 19 versículo 20.
Disciplinar uma criança não significa ameaçar ou ofender; significa dar orientação e corrigir uma ação ou atitude que precisa melhorar.
Quando ensina seu filho a aceitar uma correção, você está poupando vocês dois de muita dor de cabeça. Um pai chamado John diz: “Se os filhos nunca sentirem na pele as consequências de seus erros, eles não vão aprender nunca. Os pais vão passar a vida toda correndo atrás dos filhos, socorrendo-os dos problemas. E isso acaba com a vida tanto dos pais como dos filhos!”
Como você pode ajudar seu filho a aceitar a disciplina? Não importa de onde a correção venha — da escola ou de qualquer outro lugar — não diga que a disciplina é injusta. Em vez disso, raciocine com seu filho:

 “Por que você acha que chamaram a sua atenção?”
 “Como você pode melhorar?”
 “O que você vai fazer na próxima vez que for corrigido?”

Lembre-se: a disciplina vai ajudar seu filho hoje e por toda a vida dele.

Quadro na página 8
Comece agora

Uma criança que não desiste quando surgem obstáculos e desapontamentos tem mais chances de ser boa naquilo que faz, mesmo que seja um desafio aprender uma nova habilidade [Fim do Quadro]

Quadros na página 9
Ensine pelo exemplo

• Eu admito meus erros? Ou tenho o hábito de colocar a culpa nos outros?
• Eu falo sobre meus erros e o que aprendi com eles?
• Fico falando mal das pessoas por causa dos erros delas?

De pais para pais
“Nós não protegíamos nossos filhos de cada desafio ou erro. Quando eu era criança, aprender com meus erros foi o que me tornou uma pessoa melhor. Eu acho que nossos filhos se tornaram adultos equilibrados porque não foram mimados.” — Jeff.
“Eu e minha esposa sempre pedimos desculpas aos nossos filhos quando fazemos algo errado. Eu acho que os pais não deviam ter vergonha de falar sobre seus erros e problemas porque, afinal, isso faz parte da vida.” — James. [Fim do Quadro]
[Fim do arquivo.]

FONTE:JW.ORG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s