Brasil e EUA querem aproveitar momento político para aproximar economias

Segundo Guedes, a orientação dos dois presidentes é ficar mais próximos e integrar as economias não apenas em âmbito comercial, mas estratégico

Donald Trump e Jair Bolsonaro conversaram rapidamente antes de se dirigirem ao Salão Oval da Casa Branca.Ao sair do encontro que teve com o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que os dois países se comprometeram a iniciar negociações comerciais nas duas frentes em nível bilateral e no âmbito do Mercosul, ou seja, com os parceiros Argentina, Uruguai e Paraguai.

“Desde 2010, um secretário de Comércio dos Estados Unidos não vinha ao Brasil. Com essa proximidade dos presidentes Trump e Bolsonaro, e, ao mesmo tempo, com a nossa decisão de fazer uma abertura gradual da nossa economia, naturalmente há um convite para uma aproximação comercial. Desde o começo do governo, estamos buscando uma maior integração comercial. Começamos no Mercosul, nos deslocamos para um acordo com a União Europeia e agora os americanos querem uma possível integração”, disse. “Ficamos décadas fora desses grandes acordos comerciais. Então, quando o Brasil anunciou que quer aumentar o grau de integração, a bola está rolando. O Brasil entrou em campo”, completou o ministro.

Segundo Guedes, a orientação dos dois presidentes é ficar mais próximos e integrar as economias não apenas em âmbito comercial, mas estratégico. “Nós quisemos saber como vão as negociações deles com a China e eles quiseram saber como vão as nossas negociações com o Mercado Comum Europeu”, disse o ministro. De acordo com Guedes, o secretário americano esclareceu que a preocupação é de que as negociações do Mercosul com a União Europeia possam embutir padrões comerciais que representem, mais tarde, entraves ao comércio com os Estados Unidos, ao entrar em choques com as práticas norte-americanas.

Continua depois da publicidade

O governo considera três “janelas de oportunidades” para iniciar as negociações: alinhamento político e ideológico entre Brasil, Estados Unidos e Argentina, presidência do Brasil no Mercosul neste semestre e autorização dada, pelo Congresso americano, para que o Executivo dos EUA negocie acordos que incluam tarifas de comércio. Essa autorização vence em junho de 2021, esclareceu o secretário de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo.

Eleições

Por outro lado, o entrave para o andamento das negociações pode ser as eleições nos Estados Unidos, marcadas para o ano que vem, ponderou Troyjo. Além disso, o início das negociações também está pendente de definições institucionais com relação ao funcionamento da Câmara de Comércio Exterior (Camex), que aguarda decreto de regulamentação, desde que a estrutura foi transferida do Ministério do Desenvolvimento e Comércio Exterior (Mdic) para o Ministério da Economia, no início do governo.

Se pelo lado dos americanos, para negociar tarifas de comércio é preciso autorização do Congresso, o Brasil só pode subir, baixar ou eliminar tarifas de importação e exportação em conjunto com os países do Mercosul, já que o bloco é uma união aduaneira, ou seja, os produtos que entram na região precisam obedecer às mesmas condições tarifárias em todos os países integrantes do bloco, com algumas exceções previstas em negociações especiais. Por isso, Guedes e Troyjo consideram as negociações entre Estados Unidos e Mercosul “mais ambiciosas”, mas garantem que as oportunidades no âmbito bilateral são amplas e incluem coordenação regulatória, facilitação de comércio.

 

fonte:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s