Coronavírus: balanço revela característica compartilhada por 99% dos mortos na Itália

Equipe médica com roupa de proteção trata paciente com coronavírus em UTI de hospital em Cremona, no norte da Itália

As autoridades italianas publicaram o balanço oficial sobre as mortes devido à COVID-19 que já se aproximam de 3.500 pessoas na Itália.

Depois que o número de mortes na Itália pelo novo coronavírus ultrapassou 2.500, registrando na semana passada um aumento de 150%, as autoridades italianas divulgaram o balanço oficial sobre as vítimas.

documento elaborado pelo Instituto Superior de Saúde da Itália coletou dados de 2.003 casos mortais do novo coronavírus até dia 17 de março. De acordo com o balanço, 99% dos falecidos apresentavam problemas de saúde prévios.

Nomeadamente, 48,5% antes de serem infectados pelo coronavírus tinham três ou mais doenças, 25,6 tinham duas, 25,1% sofriam de uma e apenas 0,8 % não tinha nenhuma patologia anterior.

Além disso, mais de 75% tinham hipertensão arterial alta, cerca de 35% eram diabéticos e 33% tinham cardiopatia isquêmica.

O documento mostra que a idade média dos falecidos é de 79,5 anos, e que as vítimas com menos de 40 anos de idade eram homens com graves problemas de saúde.

O balanço realizado pelo Instituto Superior de Saúde analisou 335 casos, que representam 18% de todas as mortes pelo novo coronavírus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s