Mandetta diz que quarentena foi ‘precipitada’ e que proposta de Bolsonaro será estudada

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, baixou o tom em relação à rigidez do isolamento social em coletiva de imprensa feita na tarde desta quarta-feira 25, um dia depois do pronunciamento de Jair Bolsonaro em rede nacional, no qual minimizou a gravidade da pandemia de coronavírus.

Mandetta disse que a proposta de Bolsonaro – de fazer o isolamento vertical, e não horizontal, ou seja, apenas do grupo de risco da Covid-19 – será considerada para estudo. Ele também fez críticas à quarentena adotada por decisão de alguns governadores.

“A gente tem que melhorar esse negócio de quarentena, ficou muito desarrumado, não ficou bom, foi muito precipitado. Ficou um negócio de ‘entramos e não sabemos como saímos’”, disse. “Vamos nos unir, tá tudo bem”, acrescentou, citando os governadores, que estão batendo de frente com o presidente em relação às medidas.

“O presidente fez um apelo e nós vamos, sim, olhar. Tem duas maneiras de se fazer quarentena. Isso tudo vai ser estudado”, completou Mandetta. 

Rumores davam conta de que o ministro da Saúde poderia ser demitido do governo, uma vez que o pronunciamento de Bolsonaro ia contra suas recomendações. Ele negou, mas indicou nesta coletiva uma mudança de rumo nas orientações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s