Pastor de extrema-direita é preso nos EUA após se recusar a fechar igreja por causa do coronavírus

Um polêmico pastor da Flórida que se recusou a parar de realizar cultos na igreja, violando as restrições do coronavírus, foi preso nesta segunda-feira (30), diz a mídia local.

O pastor Rodney Howard-Browne foi condenado sob acusação de assembleia ilegal e violação das normas de saúde pública, depois de desrespeitar as ordens de distanciamento social na igreja de Tampa Bay.PUBLICIDADE

Howard-Browne – aliado do presidente Donald Trump – tem sido um oponente dos requisitos de isolamento, alegando que sua igreja tem máquinas que podem parar o coronavírus e prometendo curar todo o estado da Flórida.

“Seu desrespeito imprudente pela vida humana colocou centenas de pessoas de sua congregação em risco e milhares de moradores que podem interagir com elas em perigo”, disse o xerife do condado de Hillsborough, Chad Chronister, em entrevista à imprensa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s