Isolado há 10 meses

https://youtu.be/anSJFbl1sFw

O que se deve esperar de um escritor, de um músico, jornalista e poeta, que vivenciasse este caos que estamos vivendo no Brasil e no mundo? O que tenho feito durante este tempo em que tenho ficado dentro de casa? Sobre a literatura, uma grande paixão e meio de sobrevivência, não fiz quase nada, perdi a vontade e a motivação para escrever livros, contos ou coisa do gênero. Então de forma involuntária voltei para música. Escrevi algumas canções, fiz gravações caseiras, posso afirmar que se não fosse a música eu teria desistido do isolamento ou talvez, tivesse enlouquecido.

Graças à música tenho sobrevivido, voltei a estudar violão com mais afinco do que nunca, e agora, já no decimo mês de isolamento comprei um piano, e tenho estudado bastante, tem sido a minha mais recente paixão. Não sei quando terminará tudo isso, pois estamos justamente vivendo a segunda onda da doença, e creio que a vacina não chega pra todos durante este ano de 2021, em suma, penso que no meu caso, ainda ficarei mais um ano nesta condição de isolamento total. Não tenho mas preocupação quanto ao fim da pandemia, o que mais importa a essa altura é sobrevier à doença, o fato de viver isolado, e no meu caso é isolamento total, como não tenho visto em outras pessoas; sou pela vida, e não acho correto nem ético sair por aí pondo o vírus em outras pessoas, como têm feito os lunáticos negacionistas.

Escrever sobre a pandemia, não tenho pensado, não creio que será útil ou relevante, qualquer escrita histórica sobre este novo holocausto.  As dores que a humanidade tem sofrido, acumulado durante este ano, são inarráveis, sei que nada que for dito por alguém que não sentiu na carne as mesas dores, especialmente como os que perderam entes queridos, será inútil, escrita sem valor. A história está registrada pela imprensa, que tem sido uma das instituições humanas que tem trabalhado com honestidade e bom senso para vencer a pandemia e a loucura dos que negam e não levam em conta as dores de mais de 200 mil famílias que perderam seus queridos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s