Todos os posts de Evan do Carmo

Jornalista, escritor e poeta Evan do Carmo, Nascido na Paraíba em (29/04/64) é poeta, escritor, romancista, jornalista, músico, filósofo e crítico literário. Fundou e dirigiu o jornal Fakos Universitário. Criou em 2009 a revista Leitura e Crítica. Tem 22 livros publicados, sua obra está disponível em 12 países, (um livro editado em inglês. (O Moralista) Entre outros estão: O Fel e o Mel, Heresia poética, Elogio à Loucura de Nietzsche, Licença Poética, Labirinto Emocional, Presunção, O Cadafalso, Dente de Aço, Alma Mediana, e Língua de Fogo. Participou também com muitos contos em antologias. Foi um dos vencedores do concurso Machado de Assis do SESC DF de 2005. Em 2007 foi jurado na categoria contos do concurso Gente de Talento 2007 promovido pela Caixa Econômica Federal, ao lado de Marcelino Freire. Em 2012 criou e editou até 2015, os Jornais: Correio Brasília, Jornal de Vicente Pires, Jornal de Taguatinga e o Jornal do Gama. Evan do Carmo é estudioso da obra de José Saramago, em 2015 publicou o livro Ensaio Sobre a Loucura, e o livro Reflexões de Saramago, momentos antes de sua morte, o livro nos oferece um panorama perfeito na voz do próprio Saramago em forma de ficção ensaísta, sobre a obra do Nobel Português. Em 2016 criou a Editora do Carmo e o projeto Dez Poetas e Eu, onde já publicou 100 poetas, e o livro Um Brinde à Poesia, uma obra de coautoria com outros poetas contemporâneos. Como editor realizou o sonho de mais de 500 autores, a maioria autores sem recursos, que não podiam publicar suas obras, entre muitos autores carentes estão dezenas de poetas e escritores africanos, de Angola e Moçambique. Palestras e oficinas literárias (61) 981188607

Biden assina medidas para estimular a economia dos Estados Unidos

Joe Biden assina ordens executivas para a economia — Foto: Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou nesta sexta-feira (22) duas ordens executivas para combater os impactos da pandemia de coronavírus na economia do país. As medidas envolvem um plano de regaste econômico – antes de assumir o cargo ele anunciou um pacote de US$ 1,9 trilhão – e medidas de proteção da força de trabalho.

Entre as medidas propostas por Biden, estão o aumento do salário mínimo para US$ 15 a hora e a possibilidade de que o Departamento de Trabalho permita que as pessoas possam receber seguro desemprego se recusarem trabalho por risco de contrair coronavírus.

Presidente eleito dos EUA anuncia pacote econômico de US$ 1,9 trilhão

O governo precisa agir “com decisão e ousadia” para ajudar os americanos que estão vendo seus salários reduzidos e “mal se aguentam”, disse Biden na Casa Branca ao apresentar seu plano de ajuda econômica contra o coronavírus.

Segundo o presidente dos EUA, o plano de alívio do governo tem o apoio de empresas, trabalhadores e de Wall Street. “Se agirmos agora, nossa economia ficará mais forte no curto e no longo prazo.”

Anvisa irá decidir sobre segundo pedido emergencial do Butantan para a CoronaVac nesta sexta

Agência reguladora irá responder a requisição para a liberação de mais 4,8 milhões de doses da vacina da Sinovac. Nesta sexta, também há previsão de chegada de 2 milhões de doses da vacina de Oxford importadas da Índia.

Profissional prepara aplicação da dose da Coronavac na rede pública de Campinas (SP) — Foto: Adriano Rosa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) irá realizar nesta sexta-feira (22) uma reunião da Diretoria Colegiada para decidir sobre a liberação do uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac. O pedido foi feito pelo Instituto Butantan na última segunda-feira (18).

Continuar lendo Anvisa irá decidir sobre segundo pedido emergencial do Butantan para a CoronaVac nesta sexta

Índia autoriza exportação da vacina de Oxford para o Brasil

Secretário indiano disse à agência Reuters que vacinas devem ser enviadas ao Brasil nesta sexta-feira (22). Acordo prevê 2 milhões de doses.

Caixa com doses da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19 produzidas na Índia são descarregadas no aeroporto internacional de Catmandu, no Nepal, em 21 de janeiro de 2021 — Foto: Niranjan Shrestha/AP

O governo da Índia autorizou as exportações comerciais de vacinas contra a Covid-19, disse o secretário de Relações Exteriores indiano, Harsh Vardhan Shringla, à agência de notícias Reuters. A informação foi confirmada pela TV Globo com o consulado indiano em São Paulo.

As primeiras doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca, que são fabricadas pelo Instituto Serum da Índia (SII), devem ser enviadas para Brasil e Marrocos nesta sexta-feira (22).

Continuar lendo Índia autoriza exportação da vacina de Oxford para o Brasil

CORRE NOS BASTIDORES DO CONGRESSO, A NOTÍCIA DE QUE MAIA VAI ACEITAR impeachment DO PRESIDENTE ANTES DE SAIR…

Após demitir Mandetta, Bolsonaro ataca Rodrigo Maia: 'quer me tirar do  governo'

Há 56 pedidos de impeachment parados sob responsabilidade da presidência da Câmara, a quem cabe submeter as denúncias ou não à análise

As falhas do governo federal no combate à covid-19 fizeram explodir os pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Desde o início de seu mandato, 61 foram protocolados na Câmara dos Deputados; apenas 7 pedidos são anteriores a março do ano passado, quando teve início a pandemia

A crise sanitária nacional e a falta de oxigênio que provocou a morte de pacientes no Amazonas e no Pará são base também para uma nova denúncia coletiva que, pela primeira vez, une cinco partidos de oposição (PT, PDT, PSB, Rede e PCdoB) e deve ser protocolada até o fim da semana.

Há 56 pedidos de impeachment parados sob responsabilidade da presidência da Câmara, a quem cabe submeter as denúncias ou não à análise dos deputados. Outros 5 foram arquivados por questões formais, como a falta de assinaturas. Embora tenha evitado analisar as denúncias e esteja prestes a encerrar seu mandato à frente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse no início da semana que será “inevitável” discutir o impeachment de Bolsonaro “no futuro”.

A pressão de partidos e movimentos sociais para que Bolsonaro seja processado por crime de responsabilidade cresceu significativamente nas últimas semanas e consolida a tendência iniciada com a pandemia. Panelaços voltaram a ser registrados após o caos em Manaus. Neste fim de semana, por exemplo, estão previstas carreatas em diversas capitais com o mote #Fora Bolsonaro (mais informações abaixo).CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Do total de 56 pedidos ativos de impeachment, 10 foram protocolados em maio do ano passado, 13 em abril e 14 em março. Ao menos 26 das denúncias contra o chefe do Executivo citam sua participação em manifestações antidemocráticas, em atos e falas contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal; 21 pedidos tratam diretamente de ações do presidente no combate à covid-19.

As denúncias consultadas nesta reportagem foram divulgadas em levantamento da Agência Pública. O Estadão também analisou uma lista enviada pela Secretaria-Geral da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, que inclui os protocolos arquivados.

Colapso sem fim: Amazonas identifica sumiço de 60 mil vacinas contra o coronavírus

247 – Com um sistema de saúde em colapso por causa da pandemia do coronavírus, Manaus (AM) também sofre com o sumiço de 60 mil vacinas contra a doença. Os municípios do Amazonas receberam 282.320 vacinas, porém 221.593 mil foram distribuídas. A informação foi publicada pelo telejornal JAM 2 edição.

Além do sumiço de vacinas, a capital amazonense teve de receber tubos de oxigênio da Venezuela e de outros estados brasileiros devido à falta desse elemento químico em unidades de saúde do município, o que levou o Tribunal de Contas da União (TCU) a abrir uma investigação contra o ministério da Saúde, comandado pelo general Eduardo Pazuello. 

Até os militares, uma das principais categorias associadas ao bolsonarismo, cobram do ministro mais atuação em cidades do Amazonas e do Pará.

A Advocacia-Geral da União (AGU) enviou um ofício à Corte informando que o governo federal sabia do iminente colapso do sistema de saúde no Amazonas 10 dias antes da crise.

Cinco morrem em incêndio em prédio do Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia; produção não é afetada

Cinco morrem em incêndio em prédio do Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia; produção não é afetada

A unidade que pegou fogo faz vacinas contra o rotavírus. O incêndio não atinge o estoque de vacinas de Covid-19 e nem a fábrica onde elas são produzidas.

Um incêndio atingiu um edifício do Instituto Serum, a empresa da Índia que produz vacinas com tecnologia da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, nesta quinta-feira (21), na cidade de Pune. Pelo menos cinco pessoas morreram.

O estoque de vacinas e a indústria onde elas são feitas estão seguras, segundo o jornal “Times of India”. Atualmente, o Instituto Serum produz cerca de 50 milhões de doses da vacina por mês em outras unidades do complexo.

Cinco pessoas morreram no incêndio, segundo o “Times of India”. O prefeito da cidade de Pune, Murlidhar Mohol, disse que os mortos são provavelmente trabalhadores de construção civil que estavam no prédio.

O diretor-executivo da empresa, Adar Poonawalla, confirmou que houve mortes.
A empresa também vai começar a produzir as vacinas desenvolvidas pela empresa norte-americana Novavax.
Poonawalla afirmou que a unidade que pegou fogo produz vacinas para o rotavírus. Ele estima que a perda nessa linha de produção será de até 40% do volume de doses.
As redes de TV indianas mostram uma coluna de fumaça cinza acima da sede da empresa.

Índia começa a exportar vacinas nesta semana, mas não para o Brasil

Amanda Gorman: saiba quem é a poeta que participou da posse de Joe Biden

Americana de 22 anos é mais jovem escritora a ler poema durante posse de um presidente americano. Formada em sociologia em Harvard, Gorman escreve desde pequena.

Amanda Gorman recita um poema durante a posse de Joe Biden como o 46º Presidente dos Estados Unidos na Frente Oeste do Capitólio dos EUA, em Washington, nesta quarta (20)   — Foto: Kevin Lamarque/Reuters

Com apenas 22 anos, Amanda Gorman se tornou a mais jovem escritora a recitar um poema durante cerimônia de posse de um presidente dos Estados Unidos. A jovem americana apresentou “The hill we climb” durante a posse de Joe Biden nesta quarta (20).

Continuar lendo Amanda Gorman: saiba quem é a poeta que participou da posse de Joe Biden

Primeira postagem do presidente joe biden

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse | Notícias  internacionais e análises | DW | 17.01.2021

“Não há tempo a perder quando se trata de enfrentar as crises que enfrentamos. É por isso que hoje estou indo para o Salão Oval para começar a trabalhar, entregando ações ousadas e alívio imediato para as famílias americanas.”

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse

Já nas primeiras horas após assumir, novo chefe de Estado americano assinará uma série de decretos presidenciais abordando pandemia, dificuldades da economia nacional, injustiça racial e mudança climática.

Biden anuncia retorno dos EUA à OMS e ao Acordo de Paris e medidas de Trump que serão anuladas

Entre as principais medidas, que serão assinadas após a posse, estão parar a construção do muro na fronteira com o México e derrubar o veto à entrada de cidadãos de países muçulmanos nos EUA.

Joe Biden durante anúncio de parte de sua equipe, em 16 de janeiro de 2021 — Foto: Kevin Lamarque/Reuters
Joe Biden durante anúncio de parte de sua equipe, em 16 de janeiro de 2021 — Foto: Kevin Lamarque/Reuters

O gabinete de transição do presidente eleito dos Estados UnidosJoe Biden, anunciou na manhã desta quarta-feira (20), horas antes da posse, uma série de medidas que serão tomadas no primeiro dia no cargo.

Continuar lendo Biden anuncia retorno dos EUA à OMS e ao Acordo de Paris e medidas de Trump que serão anuladas